Segunda feira, dia da preguiça

Estive ontem a ler alguns livros sobre o nacionalismo. E a propósito, quero hoje dizer que ele ainda está longe de acabar.
Enfrentamos um sádico colonialismo de baixa intensidade, mais opressor que o anterior: os processos da globalização.

Hoje, nenhum ministro das finanças ou economia pode tomar decisões importantes sem que elas estejam em consonância com as políticas de Breetonwoods.

Hoje, nenhum presidente da republica dos PVDs pode ousar em traças políticas que fortaleçam o empresariado nacional sem que tenha a autorização das IFIS.

Nenhum PR pode traçar políticas que elevem o nível de emprego sem que os "doadores" estejam a favor!

O Investimento Directo Estrangeiro, esse, serve para escravizar ainda os moçambicanos e os PVDs em geral.

Queria falar do dia da preguiça mas acabei não falando nada. Pelo menos, abri a boca.

Pensemos no colonialismo. Voltarei à esse Tema amanhã, com ideias bem elaboradas.
Até lá.
Globalização, mal mal.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Gwaza Muthini, na forma como a conhecemos hoje é um BLUFF HISTÓRICO.

PENSAR NA PAZ SABENDO O QUE FAZER: ENTRE O VAZIO DAS PALAVRAS E O BELICISMO, A TERCEIRA VIA

Aprender de Angola? Que lições?