Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2007

Depois da "tia" São...Agora foi a vez de Almeida Tambara. Ou,

Prognóstico Político: Moçambique nos próximos dez anos III Depois de Maria da Conceição Frechaut, membro do PDD ter deixado o Partido para se aliar a Frelimona Beira, coube recentemente a vez de Almeida Tambara, ou Tadeu Maia, pseudónimo que usara aquando da sua estadia naquele partido. Eu já tinha feito um progóstico sobre o futuro da maioria dos partidos políticos emergentes. Dizia eu que, com o cada vez aperto ao cerco sobre membros e simpatizantes de partidos da oposição, tendo como consequência a privação da sua capacidade de poder se reproduzirem material e financeiramente, teriamos ainda este ano, mais deserções no seio dos partidos da oposição. Foi neste post. Almeida Tambara, sabe-se, é um empresário. Aliás, proprietário de alguns bens e dalguns negócios. Barcos de pesca, camião, e mais coisas. Mas os seus negócios não andam em Chimoio. Está parado. Enfrenta dificuldades para tudo. Os barcos de pesca que se encontram em Vilanculos ou Inhassoro, há muito que carecem de uma man…

Governantes, Amuletos, Videntes, Fogo...

Ou, a arte de divertir Estou de volta. Doença, aqui, doença acolá; férias aqui e acolá. Nomeaçõesaqui e acolá. Estou de volta. Os últimos sete dias foram para mim, dias de total inércia. Andei bastante longe dos computadores, da internet, do Rádio e Televisão. A única coisa que vi e ouvi foi o incêndiodo Ministério da Agricultura, acontecido na última sexta feira, 25 de Maio. Vi chamas, três andares a arderem, 58 seriamente danificados e mais de 70 afectados pelo fogo, em que o Gabinete do Minstro e da Vice-Ministra, ficaram completamente danificados; em cinzas, inaproveitáveis! Mais tarde vim aperceber-me que, na verdade, aquilo que vi não passava de um sonho; pura alucinação. Na verdade, não houve incêndio. Tentaram, os oficiais do Governo, convencer-me que "não houve absolutamente nenhum acontecimento que pudesse por em causa o cumprimento dos programas do Ministério", para além da Direcção Nacional da Pecuária, cuja base de dados epidimiológica, ficara "danificada&quo…

Ideias de Moçambique é Blog com tomates!

Imagem
O Blog com Tomates nomeou-me. Agradeço a Marginal Zambi e Diário de um Sociólogo pela sugestão. Oportunamente irei sugerir as minhas preferências.

Mais um update da Swisspeace

A swisspeaceacaba de publicar mais um relatóriosobre a situação social, política e económica do país. Importe-o daqui. Importa realçar que em algum momento, o relatório coincide com o prognóstico que fiz quanto ao futuro das eleições, relevância política dos partidos e da sociedade civil. Em outro mometo, o relatório realça a actuação da sociedade na esfera política nacional, ao interpelar certos abusos cometidos tanto pelo estado como pelo Governo.

Prognóstico: Moçambique nos próximos dez anos II

Sociedade e Política
"os prognósticos que faz são interessantes, mas deixa de lado a imprevisibilidade do social (o destaque é meu). penso que a frelimo vai continuar um partido forte, mas a arrogância dos últimos dois anos mexeu nos dados. a oposição política pode continuar insignificante, mas a sociedade não. acho que o país está a atravessar um momento muito interessante. no seu lugar havia de esperar um pouco antes de fazer prgnósticos!"Elísio Macamo.

O comentário do Professor Elísio Macamo constitui uma achega ao prognóstico que faço para os próximos dez anos. Na verdade, o que pretendo fazer é, através de provocações, procurar suscitar um debate em torno do nosso futuro com uma pergunta do tipo: o que será de nós, daqui há dez anos?
A imprevisibilidade social de que E. Macamo diz pode pouco, para mudar as coisas ou simplesmente as balanças do poder em Moçambique. "Com um partido Frelimo forte e um estado fraco", como bem diz E. Macamo no seu estudo Political Gov…

Prognóstico: Moçambique nos próximos dez anos

Vão aqui algumas ideias soltas sobre o que acho que deverá ser o futuro da nossa política moçambicana nos próximos dez anos:

Eleições e Poder Político
1. A Frelimo irá dominar a Assembleia da República. Possivelmente terá a tão almejada fatia de leão: dois terços.
2. Consequentemente, a Renamo se reduzirá a meia dúzia de pessoas no parlamento, cumprindo-lhe o seu papel histórico de decorador político.
3. Os partidinhos do tipo PDD continuarão abraçados à certas organizazões ou coligações. Apenas os presidentes poderão ser vistos. Com a fome a apertar os umbigos dos "opostitores" acabarão, a maioria, por se entregar a Frelimo.
4. Contrariamente, poderemos ver um crescendo índice absentista às urnas. Provavelmente teremos trinta por cento de eleitores inscritos a votar, dos quais 60% o farão a favor da Frelimo.
5.O futuro da Renamo, aliás, de Afonso Dhlakama será decidido não nas próximas eleições, mas sim nas de 2014. Aqui, provavelmente teríamos um facto curioso. Guebuza já estará…

Mentiras

DEMARCAÇÃO DE TALHÕES PARA VÍTIMAS DAS INUNDAÇÕES EM MUTARARA
Um total de 2.500 talhões foram demarcados para a construção de casas em Mutarara, um dos distritos mais afectados pelas recentes cheias na província de Tete. A equipa de demarcação dos terrenos está a trabalhar a um ritmo que permite a conclusão do processo dentro de uma semana.
Fica feio para a reputação da nossa televisão, mentir dessa forma. Em Mutarara não se demarca nada. Não há demarcação de terreno nenhum. A terra ocupa-se de acordo com a ordem de chegada. Aliás, até na vila sede do Distrito, não existe nenhum processo de talhoamento, muito menos um programa de urbanização consequente. As casas erguem-se de acordo com a vontade dos respectivos proprietários. O comércio informal, o único, é que campeia e floresce. Os preços de produtos de primeira necessidade sobem e descem de acordo com a escassez.A licenças para o exercício de actividades comerciais são emitidas à sommbra de uma chijangwa (garrafa de coca-cola cheia …

Suplício Político

Ultimamente, o Primeiro Secretário do Partido Frelimo em Sofala, Lourenço Bulha, encontrou uma bela forma de mostrar serviço, principalmente no que tange com a angariação de mais membros para a sua formação. Melhor do que isso, interessa ver a forma como esses "novos" membros se apresentam ao público.
Parece que Bulha está decidido a decapitar a oposição política em Sofala. Pela terceira vez consecutiva, Bulha organiza comícios e apresenta os "ex-membros" que ora se filiaram a Frelimo. Na última sexta feira não foi tão diferente. Talvés dizer que a magnitute desse "tsunami" atingiu o âmago do Partido para Paz, Democracia e Desenvolvimento, PDD. É que, uma das mais carismáticas membros daquela formação e por sinal, membro da Comissão Política, Maria da Conceição Frechaut, acabou de se entregar ao seu "pai", Frelimo. De acordo com o discurso da sua apresentação pública, Frechaut diz ter regressado à sua casa de sempre, e que o interlúdio de 2002-20…

Sem Ideias para Moçambique

Ando sem ideias para Moçambique. Como devem ter visto, há dias que não comento nem escrevo nada de especial capaz de captar a atenção dos bloguistas. Peço desclupas por isso. Apesar de existirem muitos casos dignos de comentário, crítica ou interpelação, ando mesmo à leste dos principais assuntos da nação e do Mundo. Estou doente. Quando me restabelecer, voltarei a carga. Um abraço.

Não há eleições este ano, digo eu 2

Ou, Para quê formar mais um grupo de tagarelas?

Está, a pouco e pouco, ganhar forma a impossibilidade da realização das eleições provinciais previstas para este ano. Vimos há dias, um SATE-Secretariado Técnico de Administração Eleitoral a negar confirmar a realizabilidade das eleições para este ano, ao mesmo tempo que também nega desmentí-la. Apenas confirmam que o calendário eleitoral está atrasado, coisa que não precisava anunciar numa Conferência de Imprensa, porque do conhecimento de todos.
Até o momento, não há nenhuma Comissão Nacional de Eleições Formada. Por causa disso, também percebe-se porque é que o recenceamento de eleitores, que se quer de raiz, igualmente não começou. Nenhum partido político se pronuncia sobre este atraso, para além de algumas lamúrias isoladas, de alguns indivíduos que outrora aventuraram brincar à política.
Isto não interessa tanto. O que na verdade interessa-me discutir aqui é a pertinência de termos uma Assembleia Provincial eleita para fiscalizar um G…

A palavra de nenhum outro homem é Final

Imagem
Nullius in Verbaé o titulo que Bayano Valy, Jornalista e Investigador do Centro de Documentação e Pesquisa para África Austral-SARDC decidiu dar o seu mais recente blog. Não tem nem duas hora. Fui o primeiro a lhe interceptar. Mas promete. Mais riqueza para a blogosfera moçambicana. Visitem-no.
Bayano dará maior enfoque será os media. nas suas palavras, Bayano ira "tentar fazer do blog um fórum para a partilha de ideias onde tanto eu como os participantes ganham mais conhecimentos. A sua missão sera de tentar abordar questões do nosso quotidiano - que polarizam a nossa imaginação colectiva e fazem disparar os neurónios - com um enfoque sobre a área dos média.

Indisciplina e Soberania Nacionais

Esta notícia busquei-a no O Pais. Trata da negação pelo Ministro das Obras Públicas e Habitação, Felício Zacarias, do tipo de relações entre os doadores e o Governo. O meu comentário vem logo a seguir o texto.
O Ministro das Obras Públicas e Habitação, Felício Zacarias, diz que os doadores não devem impor prazos para a reestruturação da Administração Nacional de Estradas – ANE, na medida em que compete a si zelar todos assuntos adstritos àquele Ministério.
Este pronunciamento surge em refutação à alegada violação do termo imposto pelos doadores para reorganização da ANE.
Nos princípios deste ano, os doadores do sector de estradas impuseram condições para financiarem o segundo programa de estradas no país. Uma das exigências era que até 01 de Abril, a ANE tivesse um novo director-geral seleccionado através de um concurso público.
Entretanto, a posição dos doadores não foi cumprida, e quando questionado sobre o incumprimento deste prazo, Zacarias mostrou firmeza, alegando que não vai admiti…

Não há eleições este ano, digo eu

Este ano não haverá eleições provinciais como estava constitucionalmente previsto. Tudo indica que sim, não haverá eleições.
António Carrasco, Director Geral do STAE, apenas ontem reuniu o seu grupo para fazer uns trabalhos. Aliás, para se mostrar ao público e dar prova de vida. Como era de esperar, os jornalistas o seguiram, perseguiram-no até soltar um grito.
Perguntaram-no em que mês deste ano as eleições teriam lugar. Ele não respondeu. Permaneceu calado, como quem não tivesse ouvido nada. Perguntaram-no se a sua instituição já tinham preparadas todas as condições para a realização de eleições. Ele respondeu que precisava de 45 milhões de dólares para que a questão fosse afirmativamente respondida.
Até hoje, não há nenhum calendário eleitoral divulgado. Prometem "dizer qualquer coisa nos próximos dias", mas não divulgá-lo.
Ainda não me disseram se irão lançar um concurso público para apurar o novo Director Geral do STAE-Secretariado Técnico de Administração Eleitoral, de mo…

Jeremias Nguenha Faleceu

Imagem
O Musico moçambicano Jeremias Nguenha faleceu. Foi ontem internado no Hospital Central de Maputo, num estado de saude grave. E Hoje anunciou-se a sua morte. Paz a sua alma.