Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2005

Drª Benilde Soares é parente de Ivo Garrido. Há perigo nisto?

Está mais uma vez de parabéns o Ministro da Saúde de Moçambique. Pelo menos, é o único que até hoje, põe em acção conceitos e motes ora em voga: o deixa-andarismo está em apuros no MISAU.

Acabaram as mordomias para o telemóveis. Já há limite para gastar neste assunto. Um milhão e duzentos. Mais. Para mim, ainda é muito. Para um Director Nacional, que já tem telefone de Serviço à altura e ganha mais do que o suficiente para gastar em telefones, por que cargas de águas precisará ele tratar assuntos de serviço fora deste. Bastam esse 1200 para tratar assuntos de emergência, principalmente quando não poder ir ao serviço.
Telefona à secretária. Bastam os 1200!

Estão liaxdos! Habituados aos “tomalá” da Mcel para andar a distribuir créditos para compadres, passarão de hoje em diante a “bipar” ou a “m-Bipar”. Acabou também as senhas de combustível, distribuídas sem descriminação palpável e bem transparente.

Só que a outra decisão é que me deixa tremido. A Dra Benilde Soares, recém nomeada p…

Imagens da República I

Desde o dia 2 de Fevereiro que a República tem uma nova imagem. E consigo novos desafios e novas abordagens. Do combate à corrupçaõ ao combate ao espírito de deixa-andar; do apelo ao “apontem os corruptos; digam nomes”, à caça às bruxas; de facto, Guebuza está a fazer algo.

A prórpia oposição reconhecem-no. Aliás, é com a oposição que a Frelimo tem avançado, se bem que não reconheça. É-lhe de direito, a ignorância. Apenas dois exemplos: quando foi da aprovação de quantias chorudas para a construção da “casa condigna” do ex-presidente, a oposição reclamou e a Frelimo ignorou. Logo após a tomada de posse do novo governo a quantia “foi revista”. Segundo exemplo, ainda na primeira legislatura multipartidária, 1994-1999 , a Frelimo tinha proposto a lei dos feriados muçulmanos. A Renamo e UD protestaram a proposta enquanto que a Frelimo aprovou-a. Consequentemente o Presidente Chissano vetou/chumbou a proposta da lei.

Dizia eu que o Governo e o país mudaram. É verdade. Mesmo os corruptos, q…

Acareação Histórica

Trinta anos após a Independência nacional, importa revermos a história. Um dos momentos em que senti a “revê-la” foi aquando da Conferência proferida por Mário Soares, ex-presidente da República Portuguesa, dada Quinta-feira passada, dia 23 de Junho, no Centro Cultural Universitário da Universidade Eduardo Mondlane.

De facto, na sessão de perguntas e debate por ele abertas, apareceram ilustres individualidades que, pela sua boa ousadia quiseram ouvir a versão portuguesa da Guerra Colonial, ou de Libertação Nacional, como queiram.

Eu senti-me perante uma acareação histórica. Estava Joaquim Chissano, actor dos processos e ele próprio M. Soares.

Do debate, saiu-me à vista três constatações:
1.Que a história da Luta de Libertacão Nacional é tão complexa e não simples como se tem contado.
Algumas das estórias que nos são contadas, afinal, não passam de versões míticas, cuja função é galvanizar o espírito heróico e irredutível do chefe. Fiquei a saber que afinal de contas, Mário Soares, em nenhu…

Agostinho Ntawali

Não faz um mês que o presidente do Município de Pemba, Agostinho Ntawali foi acusado de ter carregado a Chama de Unidade Nacional sozinho, no carro e à velocidades não favoráveis aos peões.

Foi aquando da chegada desta ao Município de Pemba, ida de Nangade. Eu própro insurgi-me contra este acontecimento triste.

Hoje, vem mais uma vez ser acusado de não estar a honrar compromissos laborais. Não paga os seus trabalhadores há mais de um mês, incluindo o décimo terceiro mês. Os trabalhadores do Município de Pemba estão zangados e observam uma greve laboral para reivindicarem os seus direitos “furtados” por aquele autarca.

De facto, este senhor só se identifica com actos anómalos. Geriu de uma forma danosa a empresa SECABRE INDUSTRIAL até leva-la à falência antes de ser proposto como candidato ao Município. Por isso, passou vários anos preso na acdeia. É conhecido como sendo um burlador e pessoa de má fé.

O que me intriga é saber quem é que enganou o nosso Presidente e S.G da Frelimo para…

Malam Bacai Sanha

As eleições na Guiné apontam para a segunda volta. Nino Vieira está de volta e grangeia simpatia. Sinceramente, é preocupante. Bacai Sanhá, adianta nas contagens.
Independentemente de quem venha a ser vencedor, está claro que Kumba Yalá está de fora. Todavia, Nino Vieira pode disputar a segunda volta com Bacai Sanhá.

Deste cenário podemos tirar duas ilações importantes:
Primeiro, que o povo guineense teve muito poucas alternativas; daí a opção pelo Nino. Malam Bacai Sanhá, apesar de ser a única salvação, ainda tem que grangear muita confiança. Presume-se que venha a ganhar, mas não basta; deverá trabalhar mais para provar e corresponder à fasquia por ele imposta.
A segunda é de que o povo vota no medíocre na falta do melhor. Francisco Fadul não conseguiu se posicionar nem em terceiro lugar, mesmo tendo sido Primeiro Ministro. Isto mostra falta de seriedade por parte destes políticos.
Quem gosta de Kumba Yalá na Guiné Bissau?
Imagem
Qual e o destino dos feios em um Mundo cada vez mais discriminatorio?
Posted by Hello

Os “Bonitos”

Há coisas que me intrigam! Na Televisão Mira-Mar, passa todas as terças feiras à noite, um programa chamado “Bonito”. Nele, desfilam os que se convenceram ser feios. Ganha quem for tido como sendo o mais feio de todos. Aí, o (in)felizardo leva consigo tudo o que naquela noite tiver sido preparado para o vencedor.

Coisa curiosa é que nenhum dos concorrentes aparenta estar bem na vida. Aliás, a feice advém do facto de estes estarem a passar por diversas privações, pois, vejamos:

·Grande parte deles apresentam dentição irregular, ou mesmo atacada pela cárie dentária; daí a degradação/putrefação dos respectivos dentes;
·Quase todos se vestem mal;
·Grande parte destes apresentam pele, cabelos e constituição física débeis;
·São na maioria analfabetos ou no máximo, com baixo nível de escolaridade.

Estará o Brasil a querer promover a feice? Estará o Brasil a querer promover “igualdade” dentro dos padrões discriminatórios?
Estará a Mira-Mar a querer enconrajar os feios à sua “participação” em…
Imagem
Estes enhors procuraram a Independencia. Nos devemos procurar o Bem estar. O Pior Passou
Posted by Hello

30 anos de Independência!

Convidaram-me para falar sobre os trinta anos da independência nacional. Por isso, esta tarde estarei na Rádio Moçambique, num debate organizado à propósito.

Decidi então, partilhar com os cibernautas aquilo que acho que foram os 30 anos da independência. Primeiro a própria Independência que custou vidas para conquistá-la.

Segundo a guerra que nos foi movida, e terceiro, a pobreza que constitui o grande desafio para a governação planetária.

Um outro marco importante, parece-me ser O SURGIMENTO DA HIPOCRISIA COMO PRÁTICA POLÍTICA bem como MIMITISMO. Este, é o mal que, acima de tudo está por combater.

Quando o Presidente Guebuza lançou uma nova “marca”, todos, “piratearam-na” e vulgarizaram-na. Hoje, vivemos uma incerteza sobre, se o que o Camarada Presidente diz é original ou também, produto pirateado.

Quando ele lançou a luta contra o Deixa-Andar, todos, mas todos, também se “lançaram” nessa luta!

Quando ele falou da luta contra a pobreza absoluta, todos seus seguidores também o f…
Imagem
Afonso Dlhakama. Quando lhe faltam argumentos, recorre-se as manobras de diversao.
Posted by Hello

Soldados da Renamo

Vi a Conferência de Imprensa dada pelo Líder da Renamo Afonso Dlhakama ontem a noite, na televisão, dando conta de que os soldados da Renamo estavam sendo alvos da marginalização das FADM. Fiquei perplexo. E perguntei-me à mim mesmo: a Renamo ainda continua como força armada? Pensei que tivesse terminado com a assinatura do Acordo Geral da Paz? Será que a Frelimo também tem suas forças dentro das FADM?

Logo aprcebi-me que aquele senhor foi feito para a guerra e não para a política. Quando for para falar de assuntos ligados à Guerra, o Sr. Dlhakama é exímio, até o ponto de reclamar a paternidade de parte de oficiais bem colocados nas FADM.

O que falta saber é que até quando as forças serão partidarizadas? Pensava eu, que o único momento em que as forças armadas foram partidárias terminou com a formação do primeiro contingente militar treinado em Nyanga – Zimbabwe! Ainda continua Dlhakama a reclamar de seus oficiais. Será esta, a melhor estratégia de reagir ao “descasque” que sofreu na …
Imagem
Professor Lourenco do Rosario
Posted by Hello

Professor Lourenço do Rosário: Ta Tenda Kweni-Kweni

Pela segunda vez em menos de 15 dias lhe ouço falar para o povo moçambicano. Um autêntico sábio, que fala o que sabe e escusa-se a dizer algo, quando está em dúvida. Não é daqueles “analistas”, que não passam de comentadores, que dizem “mas....não sei...não sei mesmo...mas acho que se isso é assim “é porque há qualquer coisa”.
Por exemplo,

“Se Dhlakama agiu assim, é porque há qualquer coisa”...

Que coisa é esta? Silêncio absoluto. Não sabe ele que perdeu uma optima oportunidade de estar calado.
Não sabe esse nosso douto analista, que quando o jornalista lhe convidou para falar do tema era para, exactamente falar desta “coisa” que ele tanto se esgrimiu para “descobrir”.

O Professor Lourenço do Rosário é diferente. Aliás, porque não estabelecer-se uma nova norma; uma ordem em que se dá a palavra àqueles que investigam. Mia Couto já teria dito isso alguma vez. Não basta alguém ser professor ou mestre ou licenciado para se ter a certeza que sabe tudo sobre a áreas da sua formação ou c…
Imagem
Sera o perdao da divida solucao para crises como estas? E que tal as guerras, quem as acabara?
Posted by Hello

PERDÃO DA DÍVIDA E DESENVOLVIMENTO

Anima-me o debate político que gira à volta dos benefícios que um eventual perdão de dívida que os países do G.8 virão conceder aos 36 países altamente endividados.

Para os políticos, o perdão significaria mais dinheiros poupados para o Cofre do Estado, o que iria incrementar o seu investimento em áreas sociais como educação, saúde e tudo mais.

Para alguns economistas (de profissão) este perdão constituiria a mais valia em termos do desempenho económico, dado que este e outros países de gênero teriam a oportunidade de ir além do que até então têm conseguido fazer.

Concordo com as posições, mas parece-me que algo nos escapa. É próprio de políticos aceitar e popularizar ideias-pronto-a-usar como estas.

A pobreza, o subdesenvolvimento não serão tampouco aliviados com o perdão de dívida. Antes pelo contrário. A dívida é apenas um dos problemas que os PVDs enfrentam, para além da má governação, falta de infraestruturas sociais e económicas, etc.

Querendo ou não, o perdão da dívida só benef…

Chama da Unidade para Símbolo da Bandeira Nacional

Estive a pensar no concurso que a Assembleia da República irá lançar brevemente para propostas de símbolos e cores da bandeira nacionais.

De certeza virão por aí artistas plásticos equejandos, singulares, homens da igreja e todo o cortês de pessoas interessadas em ganhar o concurso, à custa da sua criatividade claro.

Mas, para além de devaneios, precisamos de dizer que os símbolos anteriores foram ambiciosos e não conseguiram lograr bons resultados: ao lado de uma enxada que pretendia acabar com a fome e o subdesenvolvimento; a arma não derrotou o inimigo, antes pelo contrário, trouxe-o à mesa das negociações; muito menos o livro, que não foi acessível à todos. Continuamos analfabetos e continuaremos assim por mais tantos anos.

Há um objecto em torno do qual todos nós, ricos e pobres, dirigentes, dirigidos; crianças, velhos; enfim, todos nós nos curvamos, sem devaneios e recticências perante uma coisa que se chama “chama da unidade nacional”. Sinceramente, está a fazer furor. Ninguém …

Do mau uso dos conceitos: o exemplo de jornalistas do Notícias

Arrepia-me quando pessoas cuja missão seria de informar e formar, se dedicam ao escamoteamento propositado da informação, ao usar termos supostamente de cariz científico para anunciar factos que de nada têm a ver.

O exemplo do Jornal Notícias de hoje, dia 09 de Junho é paradigmático. Aí está, paradigma! O que quererá o escritor/jornalista querer dizer quando anuncia que “o novo paradigma de funcionamento será discutido/debatido na OJM?” – vide a foto; vide o jornal de hoje.

Quererá este dizer que o novo modelo de funcionamento será discutido? Ora, modelo e paradigma são conceitos totalmente diferentes em ciência. Pode, para o jornalista ser uma outra forma de dizer, mas em ciência temos que ser rigorosos. Se calhar o autor do artigo sabe-no tão bem que nem precisaria destes esclarecimentos.

Fica aqui o meu repúdio aos que, por indolência, não optam pelo rigor no seu dia-a-dia. Usem termos apropriados. O jornal é para informar e não para escamotear.
E o mais agravante é que os editor…

Quinta-Feira. Rescaldo matinal

Quinta Feira. Acordo e ouço que a chama está em Tete. Minha terra natal. Dois dias de antes do previsto. Sinal de que os organizadores estão a trabalhar bem.
Sinais de alarme falso e alaridos não faltam. Outros dizem que não devia ser assim. Prezemos aos que do bem fazem.

Mais uma boa notícia: os bolseiros, finalmente vão ter justiça. Todos os que ingressaram em 2000 ou antes, terão a oportunidade de renovar a bolsa. Bom sinal.Finalmente a UEM reviu a sua posição.
Mais há um sinal de alarme: na base de que regulamento: o anterior ou o actualmente aprovado?

Mais: para quando a implementação de uma nova tabela de propinas? Não nos levem de surpresa. Já disseram que vão agravar, mas para quando?

Política: A Renamo está "morta"; ou melhor, moribunda; não diz nada. Está a espera da próxima sessão parlamentar (ou sessão para lamentar). A Frelimo, essa, vai ao lado de Guebuza, governando. O PDD está em banho-maria. O Pimo, a "ladrar" em apenas uma coluna de jornal Zambeze.

Est…

Pornografia Estudantil ou “Estudantes Pornográficos”?

Entristeço-me quando vejo imagens gratuitas a circularem pela internet mostrando estudantes universitárias, mormente da UEM-Universidade Eduardo Mondlane – em cenas pornográficas.

Com todo o respeito á que lhe são devidas, bem como ao direito de privacidade e escolha de tipo de vida que queiram levar, quero aqui dezir que quem as pôs a circular foi longe demais!

Fica aqui a minha condenação, quanto mais, se tratam de pessoas com as quais convivi; pelo menos seus respectivos irmãos dado que elas, quase que assisti o seu nascimento!

A chama já está em Mutarara

Gostei de ouvir a chama de Unidade já está em Mutarara. Mas, ao mesmo interroguei-me: mas então, sem em todod muniicípios por onde ela passou, os seus respectivos presidentes eram os que monopolizavam a acha, que será então deste Distrito? Será que Damião Trinta (Administrador do Distrito de Mutarara) fará o mesmo ou será desta vez, a vez de Osmane Tacuesse (Primeiro Secretário da Frelimo em Mutarara!
Mas fiquei aliviado depois de reflectir sobre o perfil e personalidades daqueles ilustres dirigente. De certeaz não o farão.
Bem haja os senhires.
Viva a Unidade Nacional!

Segunda feira, dia da preguiça

Estive ontem a ler alguns livros sobre o nacionalismo. E a propósito, quero hoje dizer que ele ainda está longe de acabar.
Enfrentamos um sádico colonialismo de baixa intensidade, mais opressor que o anterior: os processos da globalização.

Hoje, nenhum ministro das finanças ou economia pode tomar decisões importantes sem que elas estejam em consonância com as políticas de Breetonwoods.

Hoje, nenhum presidente da republica dos PVDs pode ousar em traças políticas que fortaleçam o empresariado nacional sem que tenha a autorização das IFIS.

Nenhum PR pode traçar políticas que elevem o nível de emprego sem que os "doadores" estejam a favor!

O Investimento Directo Estrangeiro, esse, serve para escravizar ainda os moçambicanos e os PVDs em geral.

Queria falar do dia da preguiça mas acabei não falando nada. Pelo menos, abri a boca.

Pensemos no colonialismo. Voltarei à esse Tema amanhã, com ideias bem elaboradas.
Até lá.
Globalização, mal mal.

Da necessida de mais um “8 de Março”. Da contradição do ferreiro (em casa do ferreiro, espeto é de pau)

Palavras a serem dirigidas ao Presidente da república no Sábado, dia 04 de Junho as 17.30 hrs


Apraz-me S.Excia Presidente da República aproveitar o ensejo para, a talhe de foice, falar de três contradições congênitas no discurso/relacionamento/prática intraestatal atinente ao espaço dos jovens/estudantes/universitários no processo de desenvolvimento.
Vou pedir apenas 2 min. e 30 segundos para colocar três questões comentadas antecedidas por algumas constatações


Abstract /Resumo
É sem dúvida grande a dificuldade com que os jovens deparam quando procuram emprego na cidade de Maputo bem como nas principais cidades do país. Todavia, outra imagem contrasta com a aparente superlotação de técnicos qualificados, quando descemos aos distritos abaixo e ainda em algumas cidades capitais; as ditas pequenas.
Estive a pensar: Por que é que Armando Guebuza não prommove mais um 8 de Março para, à semelhança daquela geração que deixou/interrompeu estudos para assegurar a continuidade do funcionalismo…

Dia Internacional da Criança

Mais de 75 crianças desfavorecidas vão subir avião na companhia da Primeira Dama da República de Moçambique, Drª Maria de Luz Guebuza. Estas são crianças das Províncias de Maputo e Cidade de Maputo.

Boa iniciativa esta da OCM – Continuadores de Moçambique em parceria com a LAM.

Mas uma coisa: se são desfavorecidas porque então não lhes priorizar mais uma bolsa de estudos. A LAM, por acaso, só sabe levantar as pessoas para o voo?

Os 2.000.000 de meticais – presumo que seja o mínimo, para um voo de 1 hora – davam muito bem para custear as despesas de um ano à um aluno seja da 1ª seja da 7ª Classes, pelo menos em material escolar.

Por que gostam tanto de entar pela porta mais fácil? Gostei da iniciativa mas ela está bem incompleta; e levanta consigo questões de equidade. As outras crianças “desfavorecidas” poderão perguntar: Quando é que a LAM nos irá levar para voarmos também?” Pior disso será quando essas forem de Mutarara!