Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2007

O "Zelo" Policial. Punida por cair em plena dança

Imagem
Aconteceu no distrito de Caia, Província de Sofala, centro de Moçambique. De acordo com o Jornal Zambezede ontem, "Joaquina Araújo Manhoca, uma notável camarada e membro da OMM, Organização da Mulher Moçambicana da Frelimo, foi chamboqueada, há dias, por membros da Polícia da República de Moçambique de Caia depois encarcerada por três dias, por ter dançado em estado de embriaguez no acolhimento do Chefe de Estado Armando Guebuza, aquando da sua recente visita àquele Distrito, no âmbito das suas visitas às zonas afectadas pelas cheias". O problema foi que, duarnte a dança, Joaquina fez-se ao chão; caiu súbitamente, apesar de poucos terem se apercebido do sucedido, muito menos o PR. Joaquina Araújo confirma o sucedido mas assegurou que continuará na Frelimo! "Sou membro da Frelimo de longa data e por isso continuarei anquela formação, asseverou. A notícia avança que, por razões de elegância (acho eu) Joaquina apenas foi chamboqueada após a retirada do Presidente do local…

Puritanismo Português ou Neo-fascismo?

Imagem
Ergueu-se uma placa publicitária contra a imigração e contra a Humanidade em Portugal. Bem em frente da Praça de Marquês de Pombal, um dístico dando "boa viagem" aos imigrantes, anuncia o início de uma campanha da autoria do PNR-Partido Nacional Renovador, contra a imigração em Portugal, "enquanto houver portugueses a viver na miséria".
No Parlamento, todas as bancadas repudiaram o conteúdo do dístico. Manuel Alegre, em representação do PS classificou o anúncio, um atentado contra as liberdades dos imigrantes e contra os portugueses também.
Num comunicado, o Alto Comissário para a Imigração e Minorias Étnicas, Rui Marques que esta campanha é profundamente ofensiva, não só aos 400 mil imigrantes que diariamente constroem Portugal mas também para a memória histórica dos Portugueses. Igualmente o Governo Civil de Lisboa condenou o acto.
O Governo do PS repudiou e criticou o conteúdo do cartaz considerando-o igualmente ofensivo não só os imigrantes em Portugal como também…

Mulheres Zimbabweanas manifestam-se

Imagem
Neste linkpoderão ver as imagens de mulheres Zimbabweanas, manifestando-se nuas frente a um posto Political, em virtude das manifestações levadas a cabo por membros do Movimento para a Mudança Democrática MDC, maior partido de oposição, cujo líder e demais membros teriam sido barbaramente massacrados na semana antepassada. Para saber mais acerca da crise, vejam este link

O Grande Português

Imagem
No concurso da RTP Os Grandes Portugueses, Salazar foi a mais votada das personalidades em jogo, com 42% dos votos, seguido de Álvaro Cunhal, com 19%, e Aristides de Sousa Mendes, com 13%. No entanto, o concurso é desvalorizado por historiadores como José Mattoso, António Reis, António Manuel Hespanha e Fernando Rosas, entre outros, que acusaram a RTP de desinformação e manipulação num texto publicado no jornal Expresso. Por seu turno, em declarações ao Diário de Notícias, Nuno Santos, director de programas da RTP, considera que a acusação é de mau gosto e revela má-fé.
Isso é o mesmo que um dia Ngungunhana como o Grande Moçambicano! Faz-me arrepiar os cabelos.
Entre os moçambicanos, Salazar será lembrado como o grande colonialista; arquitecto e estratega dos crimeis mais hediondos contra a afirmação nacionalista do povo moçambicano. E do povo Português também.

Vamos a Chibabava!

De acordo com Susana Espada, jornalista da TVM, o Distrito de Chibabava, Província de Sofala registou no ano passado, mais de 25 mortes por linchamento à catana. O motivo é simples: Ciúmes, acusação de feitiçaria e ódio. Entrevistando o Comandante da PRM local, este exclamava dizendo:
- "Quando os maridos da maioria das senhoras que aqui vivem voltam da África do Sul, onde trabalham como mineiros ouvem fofocas de que a sua esposa "andava" com aquele ou aquele senhor. Ele quando ouve isso nem quer mais perguntar. Pega na catana e vai por cima do indivíduo. Outras vezes acontece quando este vai ao curandeiro saber quem lhe enfeitiçou, ou quem está a fazer com que a sua vida não ande. Aí, mal que saiba, também acontece o mesmo. Eu acho que é a força da cultura. Aqui as pessoas estão muito ligadas á sua cultura". (Sic) Fim da citação. os grifos são meus.
Susana, espantada termina com um "Vivo"
- "Não se sabe porque que é que depois de tantos anos, desde os …

Machado da Graça e a Explosão do Paiol de Malhazine

Imagem
"O que se passou, na quinta feira passada, em Maputo, foi mais uma batalha da guerra que, há muitos anos, se desenvolve entre a Incompetência, o Deixa-Andar e a Negligência, por um lado, e o Povo Moçambicano pelo outro.
Uma guerra que, até aqui, se desenvolvia ao nível das repartições públicas, do funcionalismo do Estado, e que, de repente, saltou para a praça pública com o seu cortejo de morte, sofrimento e destruição de propriedades..."
Continua aqui. - Machado da Graça. In: Ideias para Debate

Explosão do Paiol de Malhazine

Imagem
Ontem, pelas 16.00, ininciaram no Bairro de Malhazine, há 10 kilómetros do centro da Cidade do Maputo, fortes explosões provocadas pelo Paiol das Forças Armadas de Defesa de Moçambique. Ainda não se sabe o que teria motivado essas explosões. O armazém de armamento esteve, desde àquela hora, até as 22 horas a arder, tendo lançado para o ar imensas chamas de fumo que só lembram tempos de guerra.
É a segunda explosão, dentro de 2 meses, pois, o primeiro teve lugar no dia 30 de Janeiro deste ano. Para além desde, as Forças Armadas também têm mais um Paiol no Bairro 25 de Junho, perto do Hospital Psiquiátrico do Infulene, onde pode se ver, mesmo de fora, imensas quantidades de armamento obsoleto e não só.

No centro da Cidade, as FADM também têm três quarteis sendo um, perto da sede da Frelimo, outro, ao pé da sede do Sistema das Nações Unidase o Quartel General das Forças Armadas, situado ao pé de duas escolas, nomeadamente a Escola Secundária Francisco Manyanga e outra Primária, cujo nome n…

Amantes do sono

Imagem
Estes senhores não são quaisquer. São Diplomatas africanos, que representam seus países em Fóruns Internacionais. Aqui, uma Delegação em mais uma sessãode Debates na União Africana. Agradeço a Iolanda Aguiar por ter me enviado esta foto ontem, a tarde. Os nossos também não estão longe disso.

Pensamento Linchador I, ou em busca do Ponto de Arquímedes

Imagem
Sobre a Situação dos Médicos em Moçambique
Ao longo do caminho para o serviço (de transportes públicos semi-coletivo) ia lendo o texto de Elísio Macamo com o título «à procura do ponto de Arquímedes: o descontentamento e a sua modernidade» publicado numa colecção de textos, fruto de um projecto de pesquisa dirigido por Boaventura de Sousa Santos e Maria Tereza Cruz e Silva. Nele, e citando Thomas Negel, questionava se era possível olhar de lado nenhum. Claro que Macamo se preparava para mais uma incursão crítica (no bom sentido) aos textos dos autores do livro.
Mas, há dado momento, verifiquei, espantado, diga-se, que todos os passageiros do «chapa» (transporte de passageiros semi-colectivo) também estavam a ler!
Um facto curioso foi que quando o cobrador viu-me a abrir a pasta e dela tirar um livro, ele, disfarçado, também pegou num embrulho de jornais publicitários de um grande e conhecido supermecado maputense e, miméticamente, começou a distribuir pelos passageiros. À dada altura, to…

Cúmplices

A situação Política no Zimbábwè A situação no Zimbabwe parece não incomodar a nenhum poder político africano. Está-se no tal à-vontade que até parece que tudo o que ouvimos pelos meios de comunicação social não passa de um ruído de carros que, por baixo do prédio passam sem no entanto, podermos distinguir o BTR do pequeno Toyota Corolla.
Robert Mugabe está usar a polícia civil e militar bem como forças de segurança disfarçados em "apoiantes" da ZANU para reprimir, torturar e se possível, matar todos os opositoresdo Partido e da sua pessoa. Por incrível que pareça, o nosso governo, através da Ministra Alcinda Abreu disse "estar a acompanhar a situação do Zimbabwe com preocupação". Não sei em que é que essa "preocupação se traduz. Por sua vez, a União Africana"apelou o Governo Zimbabweano a respeitar os direitos humanos" e que estão embarassados. Apenas isso. Não existe no seu site oficial nenhuma informação relevante acerca da situação.
Num país fortement…

O Quotidiano de Moçambique

O Quotidiano de Moçambiqueé o nome que Ilídio Macia, jurista moçambicano decidiu dar ao seu novel blog. Visite-o aqui.
Mais uma voz se ergue na nossa blogosfera. Parabéns.
Ó Celso Cau, estás a espera de quê?

FAST Publica mais um relatório sobre Moçambique

Imagem
A Swisspeace, através do seu programa FAST International, publicou hoje mais um relatóriosobre Moçambique.
O FASTé um programa independente de aviso prévio, cobrindo vinte e cinco países/ regiões em África, Europa e Ásia. Tem como objectivo o aviso prévio de situações/factos que possam levar à escalada de conflitos violentos em países, através de uma produção regular bimestral de análises da situação política, social e económica, bem como respectivas previsões a curto e médio prazos. Importe aqui, ou aqui. Visite seu site aqui. Espera-se que a próxima seja em Abril.

Afonso Dhlakama e a Policia

Imagem
"Se os polícias se aproximarem às urnas para amedrontar o povo
serão arrancados as armas e
MORTOS.
IMEDIATAMENTE!"
Afonso Dhlakama. In: Jornal da noite, STV, 20.00hrs, 14.03.07

“Os polícias que aproximarem das urnas serão mortos por ex-comandos da Renamo. Já falei
com eles e estão preparados. Serão colocados nos postos de votação como fiscais das forças
da Lei e Ordem. Os elementos que se aproximarem às urnas serão arrancadas as armas pelos
ex-comandos e se resistirem o país pode arder”.
idem, in Jornal A Tribuna Fax, 15.03.07

Aquando do encerramento de mais um Seminário de capacitação em matérias eleitorais, dirigido aos membros da Renamo que ontem findou na Cidade da Matola, Afonso Dhlakama, Presidente da Renamo afirmou que não irá mais tolerar a vingança da Polícia que, no dia das eleições, amedrontar as pessoas. Ele acusa a Polícia de ser parte integrante das artimanhas da Frelimo e que tem como consequência, a sua derrota e a da Renamo.

As afirmações de Dhlakama não nos são estran…

Pensamento linchador

Imagem
O Professor Carlos Serra escreveu este artigo, se bem que provisório para, numa primeira fase explicar o fenómeno dos linchamentos na Cidade de Maputo. Recomendo a todos que o leiam.
Mas o que amanhã irei fazer neste espaço será tentar enquadrar o seu marco conceptual num comportamento que amiúde deixa-me bastante degradado. Um comportamento desatento que à todo custo busca causas; prevê efeitos e avança soluções perante assuntos, situações ou factos cujos sujeitos mal conhecem ou se o fazem, superficialmente.
Carlos Serra chamou à isso de pensamento 4x4, ou seja, pensamento à todo o terreno. Numa outra altura, apelidou-o de pensamento circular, pois o motivo de um determinado facto se explica pelas suas próprias consequências.

Macamo já escreveu um livro sobre Moçambique cujo título genérico era Um país cheio de soluções.
Por outras palavras, quero, e aproveitando o quadro teórico do Professor Serra argumentar que nos dias que correm existe em Moçambique e nos meios académico e político,…

Salomão Moyana e as Cheias

Imagem
"O problema é que as várias instituições governamentais existentes em Moçambique só funcionam formalmente e não demonstram nenhuma capacidade de iniciativa e flexibilidade para funcionar em períodos anormais da vida do País, ficando, por isso, paralíticas perante esta soberba oportunidade, que estão a deixar passar, de transformar mais de 150 mil moçambicanos em líderes nacionais de desenvolvimento sustentável" In: Editorial do Zambeze, 08.03.07.

Salomão Moyana, Jornalista e Director do Zambeze escreve hoje no seu Editorial que o Estado moçambicano não está a conseguir capitalizar a catástrofe que se bateu sobre nós, nomeadamente as cheias no Vale do Zambeze e o Ciclone Favio, em oportunidade para Educar nas mais variadas vertentes e de uma só vez, as mais de 150 mil pessoas aglomeradas em Campos de Acomodação.

Moyana é da opinião de que em vez de o Estado parar, devia e por exemplo, aproveitar a população aglomerada em Centros de Acomodação, para recencear gratuitamente as cr…

Homenagem a grandes Africanos em dia Mundial da Mulher

Imagem
No Dia Internacional da Mulher, decidi prestar a minha singela homenagem aos grandes africnaos cuja grandiosidade da sua obra chamou atenção de todo o Mundo. São africanos de que a África se orgulha e nunca se esquecerá. São filhos deste continente, Berço da Humanidade, cuja nobre obra ficou indelevelmente inscrita na memória da Humanidade.
Os Prémios Nobel Africanos: De esquerda para a direita e de cima para baixo: Nelson Mandela (RSA), Nobel de Paz 1993; Wangari Maathai (Kenya), Nobel de Paz 2004; Wole Soyinka (Nigéria), Nobel de Literatura 1986; Kofi Annan (Ghana), Nobel de Paz 2001; Naguib Mahfouz (Egípto), Nobel de Literatura 1988; Mohamed Anwar al-Sadat (Egípto), Nobel de Paz 1978; Mohammed el-Baradei (Egípto), Nobel de Paz 2005; Nadine Gordimer (RSA), Nobel de Literatura 1991; Frederik Willem de Klerk (RSA), Nobel de Paz 1993; Albert John Luthuli (RSA), Nobel de Paz 1960; Albert Zewail (Egípto) Nobel de Química 1999; Arcebispo Anglicano Desmond Mpilo Tutu (RSA) Nobel de Paz 1984;…

O "Rabo" que muitos exitam em tocar. Ainda sobre as cheias do "vale"

Imagem
Quando pela úmtila vez escrevisobre as cheias, tentando mostrar o negócio que ele enferma, pensei eu que fosse o último post. Puro engano. Por imperativo do meu ofício, acabei me cruzando com um artigo muito interessante, escrito em Fevereiro, retirado deste portal, cuja abordagem sobre as cheias que actualmente fustigam os meus irmãos me parece pertinente e útil. Abaixo segue-se o artigo, seguido dos meus comentários.
Zambeze – um outro lado das cheias
Cahora Bassa foi bem gerida? Os recentes picos de cheia no Zambeze poderiam ter sido evitados e, em minha opinião, eles constituem uma nova demonstração do perigo em se enfeudar águas ao economicismo hidroeléctrico.
Comece-se por notar que, ao contrário das cheias de 1978, 1989, 1997 e 2001, neste dramático Fevereiro 2007 a contribuição dos escoamentos de Kariba em Cahora Bassa foi praticamente nula. Na verdade, o lago de Kariba (Zimbabwe/Zâmbia) está num dos seus mais baixos níveis de sempre (17% de enchimento) o que, teoricamente, deve…

Abdulaye Wade Ganhou as eleições senegalesas

Imagem
Realizaram-se no passado Domingo em Senegal, as eleições Presidenciais. Quinze pessoas candidataram-se para a corrida. Ou seja foram quinze, filhos de senegaleses, ávidos em servir ou servir-se do povo. Confira aquia lista dos tipos. Abdulaye Wade, o actual Presidente levou vantagem. E o tipo ganhou as eleições com 57%. Mais sete anos! Não hove quem não cantasse vitória mesmo na segunda-feira de manhã. Infelizmente o tiro saiu-lhe pela culatra. Os outros candidatos, 14, estão agora a fazer as contas à vida, pois tudo indica que Wade, se não morrer, irá recandidatar-se ao terceiro mandato. A lei assim o permite. Ao todo serão 21 anos "democráticos", depois de ter passado quase toda a sua juventude na oposição, como também o fez Lula da Silvado Brasil ou já agora o "nosso" Afonso Dhlakama, da Renamo. Parabéns ao PDS. Parabéns ao Presidente Wade. De parabéns está Senegal, país cuja democracia foi e continua a ser exemplar.

O vale, antro da corrupção e sofrimento ou, como se enriquece e se empobrece com as cheias?

Imagem
Sobre as cheias no Vale do Zambeze, muito se falou. E na blogosfera nacional, eu fui foi dos primeiros, quando escrevi este artigo, muito antes de as coisas piorarem.
Nos dias que correm, surge, por causa das águas malígnas (cheias, leia-se) um fenónemo que também, denunciei aqui, neste blog. Gritos te alerta à invasão das populações ditas não afectadas pelas cheias aos campos de concentração ou de reassentamento, foram pela primeira vez tornados públicos aqui, no blog do Professor Carlos Serra. No Vale do Zambeze, está acontecer tudo. Menos boa coisa. Desde o roubo e posterior venda no mercado paralelo de produtos destinados aos deslocados até a fraudulenta ou falsa inscrição de residentes de bairros não afectados pelas cheias, que se fazem passar por estas, com o fim último de se beneficiar de víveres e outros bens.

Em Chupanga, Marromeu, província de Sofala, mais de um milhar de pessos foram detectadas e posteriormente banidas da lista dos afectados, quando foram descobertas que, afi…