Pascoal Mocumbi eliminado na corrida ao Cargo de Director Geral da OMS

Com a segunda e consecutiva eliminação do "nosso" Pascoal Mocumbi ao cargo de Director-Geral da OMS, seria de aconselhá-lo a vir à casa, ajudar a desenvolver o Distrito, já que na actual “matriz de governação” o DISTRITO É PÓLO DE DESENVLVIMENTO.
Ele já fez muito para nós, principalmente na área da saúde, mas concretamente nas campanhas de vacinação. Por que não voltar e recomeçar avida em casa?
Volta Pascoal, volta!
Estamos contigo.
Informação completa clica aqui

Comentários

Anónimo disse…
Bom trabalho
E.V

Mensagens populares deste blogue

Cronologia Política de Moçambique (1). Desde 1960 até 1975: um esboço

Gwaza Muthini, na forma como a conhecemos hoje é um BLUFF HISTÓRICO.

Cronologia Política de Moçambique (2). Desde 1976-2001