É proibido por algemas ás palavras (Carlos Cardoso)


Alguem está a pagar caro por questionar e, por essa via, investigar a autenticidade do certificado de Licenciatura de José Sócrates, Primeiro Ministro Português. Trata-se de António Balbino Correia, autor DO Portugal Profundo.
Com ele, o ideias de moçambique, está solidário. Leia a estória aqui, ou aqui. Qurem levá-lo à barra do tribunal.

Comentários

Laurentina disse…
EGÍDIO BEM HAJAS POR TE SOLIDARIZARES COM A NOSSA LUTA ...TAMBÉM TUA LUTA PELA DEFESA DA LIBERDADE DE EXPRESSÃO DE OPINIÃO E DA DEMOCRACIA PLURALISTA ACIMA DE TUDO .

NÃO NOS CALARÃO ...A LUTA CONTINUA!!!

VOU ACTUALIZAR O POST...

BEIJÃO MUITO GRANDE
Caro Egídio

Muito obrigado pela sua solidariedade moçambicana. Relamente, parece que as categorias clássicas (e sempre absurdas) da escala do mundo se inverteram.

É um Estado português que tende para mugabiano!...
Egidio Vaz disse…
Estamos juntos nessa batalha. Força aí.
Diva disse…
Bela frase a do carlos Cardoso. Verdadeira e necessaria.
Bjs meus
Anónimo disse…
Egídio!
Leio-te, sempre que posso, e gosto da forma como colocas as questões.
És mesmo merecedor do prémio:
BLOG COM TOMATES, porque realmente poucos os têm.
Força
IS
Anónimo disse…
força Egidio aprecio a maneira como fazes as tuas reflexoes .parabens Foeça!
Egidio Vaz disse…
Muito obrigado pela força. A luta continua.
Estamos juntos.
Laurentina disse…
E a saga continua...

Beijão grande
Laurentina disse…
Egídio , vai até aqui este endereço ...que é para dares o teu contributo, precioso...
http://blogosferafutura.blogspot.com/

beijão grande
Egidio Vaz disse…
Obrigado. Irei ver.
Tsin Tsi Va disse…
Caro Egidio...

Temos estranhado a tua ausencia nos nossos debates.

O debate sobre AS MENTIRAS DA VERDADE lá no www.grossocurto.blogspot.com ganhou contornos muito interessantes..

Esperamos por ti
Rui Martins disse…
é uma autêntica Vergonha nacional que faz lembrar o que se passava neste país (e no vosso, já agora...) no tempo de Salazar...

Mensagens populares deste blogue

PENSAR NA PAZ SABENDO O QUE FAZER: ENTRE O VAZIO DAS PALAVRAS E O BELICISMO, A TERCEIRA VIA

Aprender de Angola? Que lições?

O tempo da comunicação