Está Difícil. Mea Culpa

Está difícil o regresso. Muito por causa da minha incapacidade de estar em cima dos acontecimentos como era no antigamente. 
Desde que anunciei o meu regresso, muitas foram as ocasiões que clamavam por minha intervenção. Mas não pude. 
Agora já não me queixarei de razões profissionais. Muito menos de mim mesmo. Mas do ócio. Um ano calado não é pouco. E dificilmente voltaria tão "forte" como previa e como muitos esperavam. Porém, há nisso uma coisa que ando a fazer e que acho muito importante para o Mundo: sou contribuinte e autor da Global Voices Online. O meu trabalho é observar o que anda pela blogosfera moçambicana, traduzir artigos relevantes e postá-los no site da Global Voices em Inglês. Dai, os outros autores traduzem em variadas línguas como espanhol, árabe e chinês. 
Um dos artigos que já traduzi é o do Professor Macamo. Este artigo está traduzido em inglês por mim. E em espanhol pelo meu outro colega da Global Voices. 
Outra coisa boa é que há mais um artigo da minha co-autoria aqui. Trata-se de um estudo feito no longínquo ano de 2005 sobre a Comunidade de Mungoi em Chidenguele. Está em Inglês, infelizmente para muitos moçambicanos e não falantes desta língua.
Portanto, estou na área e bem vivo intelectualmente. 
Não deixaria de lamentar a morte do Dr Aloni que hoje vai a enterrar. Gostaria também de lamentar a tentativa de asassinato político da pessoa do Engenheiro Daviz Simango, edil da Beira e do Dr Eneas Comiche de Maputo. Isso é prova inequívoca que em Moçambique brinca-se a política.
Não foi por acaso que mudei do nome do Blog: anestesia, amnésia e a política em Moçambique pretende documentar essa mesma brincadeira cometida não por muyudos (miúdos, leia-se. Sotaque de um político da praça) mas sim por madodas (mais velhos).
Tenho dificuldades em acreditar se aquilo o que aconteceu é política ou morte. Abraços

Comentários

Reflectindo disse…
Lamento que não tenha muito tempo para estar connosco sobretudo em altura que mais lhe precisamo, Egídio. Mas agradeco-lhe por nos dizer o que está fazendo.

Eu esperei muito para ouvir de si sobre estes atentados e quanto ao do Daviz Simango gostaria de saber a sua opinião sobre as perspectivas.

Se conhece um amigo (B. V.) que nos desapareceu e souber onde ele está, dê-lhe os meus cumprimentos.
Júlio S. disse…
É política Egídio... embora possa levar ao resultado morte.

Mensagens populares deste blogue

PENSAR NA PAZ SABENDO O QUE FAZER: ENTRE O VAZIO DAS PALAVRAS E O BELICISMO, A TERCEIRA VIA

Aprender de Angola? Que lições?

O tempo da comunicação